“Que todo o meu ser se alegre em tua presença” — O Caminho Cisterciense

Getrudes de Helfta monja cisterciense “Que os votos e desejos do meu coração se alegrem na tua presença, e que os dons de tuas graças cantem a vossa glória. Que os suspiros e gemidos deste exílio alegrem-se em tua presença, e te louvem ó meu Deus, minha espera, minha esperança. Que minha esperança e minha […]

via “Que todo o meu ser se alegre em tua presença” — O Caminho Cisterciense

Citação

Por que a Igreja Católica é o maior obstáculo à Nova Ordem Mundial

Cristian Derosa

Os utopistas da Nova Ordem Mundial odeiam o Cristianismo como um todo, cujos princípios sempre serão opostos ao poder infinito do globalismo. No entanto, do ponto de vista jurídico, a Igreja Católica é o maior obstáculo ao poder globalista por pelo menos dois grandes motivos:
1) Base espiritual: Trata-se de uma instituição milenar de caráter espiritual e portanto importante coluna do direito natural no ocidente, fator essencialmente limitador de poder;
2) Soberania jurídica: Tem sede no Vaticano, um estado nacional soberano, cujos princípios influenciam o mundo de dentro para fora, mas nada a pode influenciar de fora por conta dessa soberania.
Estratégia
Uma das estratégias globalistas mais clássicas consiste na superexposição da Igreja e de sua organização de modo a enfatizar contradições e as tensões existentes ou não com o contexto mundial (contexto este que deve ser construído por eles), para assim gerar uma falsa necessidade de interferência do mundo nas questões…

Ver o post original 1.027 mais palavras

Por que a Igreja Católica é o maior obstáculo à Nova Ordem Mundial

Música Sacra – Giovanni Perluigi Palestrina

Palestrina

Giovanni Perluigi Palestrina é um dos grandes compositores do Renascimento pois teve um papel muito importante na Musica Sacra. O seu nome verdadeiro nome é Giovanni Pierluigi. Palestrina surge como cognome pois foi a cidade onde nasceu a 3 de Fevereiro de 1525. Menino de coro de igreja no ano de 1537, começou a estudar música ate ao ano de 1540 em que aprendeu a tocar orgao e que foi o seu primeiro instrumento e emprego no coro ao qual foi mestre mais tarde. Em 1550, segue o bispo Júlio II e fica como mestre da Capella Giulia mas com a morte do bispo e com o novo sucessor, Palestrina é obrigado a vir embora por ser casado. Um ano depois, publica o seu primeiro livro de missas.
Palestrina teve uma vida um pouco atribulada. Casou 2 vezes, andou de país em país seguindo a igreja católica e os seus bispos e Papas.
O seu primeiro casamento foi com Lucrezia Gori e o segundo casamento foi com Virgilia Dormoli.
O estilo de Giovanni Palestrina, é sem dúvida o contraponto franco-flamengo em cada voz da missa, flutuam de voz para voz e em cada inicio de frase do texto.
Com a sua famosa escrita, Palestrina fica conhecido e começa a ter mais trabalho a nível de composição e começa a ver o seu salário aumentado pelo Vaticano pelo seu grande trabalho.
104 missas, 375 motetos, 42 madrigais sacros, 91madrigais profanos, 68 ofertórios, 45 hinos e um Livro de nome Lamentação de Jeremias (Magnificat), são o trabalho de Palestrina durante a sua vida.
Nas 104 missas, destacam-se Papa Marcelo, Alma redemptoris, Beatus Laurentius, Ecce Johannes, Super voces, O admirabile commercium, O magnum mysterium, Quem dicunt homines, Tu es pastor, Tu es Petrus, Viri Galilaei, Hoje nasceu o Cristo, para a noite de Natal, e a serena Pro defunctis. A sua maior obra é “Maria Subiu aos Céus” que se divide em 6 partes e que segue o estilo do canto gregoriano. Muitas delas são a quatro e oito vozes mas em poucos casos escreve peças para doze vozes em simultâneo. Uma das missas de nome “sine nomine” foi bastante explorada por Johann Sebastian Bach que estudou e executou enquanto escrevia uma das suas obras primas.
Em relação aos motetos, alguns ainda são cantados nos dias de hoje por todo o mundo como “Surge illuminare e O magnum mysterium”, “Pange lingua, Viri Galilaei, e Accepit Jesus calicem”. O Seu moteto mais conhecido e Stabat Mater pelo seu conteúdo extremamente dramático.
A escrita de Palestrina era bastante contrapontística que se foi desenvolvendo a capacidade de se perceber as frases juntamente com a sonoridade da pronúncia ordenada para evitar atropelamento de sílabas durante a execução. Como neste momento do século se vivia um momento de instabilidade a nível religioso pois os protestantes diziam que já não havia fé nos deuses e para a igreja católica se opor a isso, criaram o Conclio de Trento, Giovanni Palestrina utiliza o canto Gregoriano para ter uma linha melódica segura e utiliza algumas regras do Concilio.
Govanni Palestrina, morreu em 1594 e foi enterrado na Basílica de São Pedro ode decorreu uma cerimónia fúnebre com músicos da época e pessoas amigas de Giovanni.
Nos dias de hoje, Geovanni Palestrina ainda e relembrado por compositores e músicos que tocam e cantam obras deste grande compositor e organista, existem monumentos em sua honra e livros das suas obras. Palestrina ficara sem dúvida na história da música por ter sido o compositor da era Renascentista.
Trabalho: “História da Música” – 2009 – CEMPA
Imagem